Giro DBV Social @By Marcia Cruz

Procuradores do Estado de Sergipe são recebidos por Jackson Barreto e Chico Buchinho

21 outubro Marcia Cruz 0 Comments


Subsecretário Chico Buchinho e o governador em exercício,
Jackson Barreto, recebem os Procuradores Pedro Durão
(presidente da APESE) e Márcio Rezende (Procurador Geral)

Em estado de assembléia desde o último dia 5, os Procuradores de Estado realizam nova Assembléia Extraordinária nesta quarta (19), as 10h, no auditório da Procuradoria Geral do Estado, no Palácio Olímpio Campos.

Em pauta, o posicionamento da reunião que aconteceu hoje no Palácio dos Despachos, quando o governador em exercício, Jackson Barreto, e o Subsecretário Chico Buchinho, receberam o presidente da Associação dos Procuradores do Estado de Sergipe, Pedro Durão, o Procurador Geral do Estado, Marcio Rezende, e Augusto Carlos Cavalcante Melo, da diretoria da Apese. “Estaremos passando para a categoria o resultado da reunião,quando houve o comprometimento de Jackson Barreto em nos ajudar em nosso pleito junto ao governador Marcelo Deda, e o agendamento de uma nova reunião para termos uma definição concreta dentro dos próximos quinze dias. Permaneceremos em estado de assembléia e dispostos a colocar em prática o cronograma de mobilização caso não tenhamos um desfecho positivo”, afirma Durão.

Jackson Barreto: "Quero me tornar um advogado dessa casua"
“O governador Marcelo Deda é um homem legalista e não faz nada sem antes ter o parecer da PGE. Portanto, tenho certeza que estaremos resolvendo a questão do destravamento da profissão dos procuradores do Estado, tão importante para o governo e para a sociedade sergipana”, disse Jackson Barreto, apoiado por Chico Buchinho, que prometeu apoiar a Apese em suas reivindicações. “Vou viajar amanhã, mas antes me reunirei com o governador e colocarei na pauta a questão dos procuradores. Quero me tornar um advogado dessa causa”, ressaltou Jackson.

Pedro Durão, Chico Buchinho e o Procurador
Augusto Carlos Cavalcante Melo
“ Hoje temos 63 procuradores na ativa e temos dado conta do trabalho, apesar de toda complexidade. Temos dado retorno efetivo ao Estado, agora precisamos de atenção em nosso pleito”, disse Durão, representando a classe. 

“No último triênio, 2007-2010, trouxemos uma média comprovada de R$ 730 milhões de economia aos cofres públicos, atendendo vinte e seis mil processos administrativos, com mais de trinta e seis mil edições de pareceres. Agora está na hora de sermos reconhecidos e tratados com dignidade. Precisamos de um retorno efetivo à categoria", concluiu Durão.

0 comentários: