Cidadania,

Hackear é legal?

14 junho Redação DBV - Dicas Bem Viver 0 Comments



Por Luiz Eduardo da Silva*

O assunto da semana, após as manchetes darem guarida às aventuras de Neymar na França, está ligado à interceptação por hackers de conversas entre autoridades que tinham sob seu comando a Operação Lava Jato, que diga-se, se constitui na maior cruzada contra o crime organizado que envolveu políticos, empreiteiros e autoridades até mesmo fora do país, no maior escândalo financeiro da humanidade.

Relevância maior foi dada no que tange a diálogos e troca de mensagens entre o então juiz federal Sérgio Moro e o Procurador do MP Federal Deltan Dellagnol, que gerou interpretação errônea de se estar ferindo o estado democrático de direito, já que o conteúdo afetaria a imparcialidade dos julgamentos.

A advocacia faz parte da vida do subscritor há 38 anos e não se pode ignorar que o advogado sempre teve tratamento diferenciado do juiz e do promotor, mas nunca reclamou com veemência, ou mesmo acusou aos mesmos de serem parciais ou interferirem na simetria de julgamentos.

As opiniões são divergentes, dentre nossos pares, inclusive, tendo até quem diga aos que não enxergam irregularidade que se “está passando pano em juiz”.

Ressalto o entendimento de um colega ilustre de Mogi das Cruzes, Dr. Luiz Sérgio Marrano: “Está me parecendo que se pretende criar, de uma situação absolutamente normal e corriqueira no dia a dia do Judiciário, em algo absolutamente extravagante e sem sentido”

Merece destaque ainda a manifestação da Dra. Janaina Paschoal: “Em um país em que parentes de Ministros advogam nos tribunais superiores, em que a nata da advocacia criminal faz jantar em homenagem ao Presidente da Corte que julgará suas causas, em que o magistrado da causa oferece jantar de aniversário da parte, em que um ex-ministro de Estado se refere a um Ministro do STF como 'nosso advogado', e ninguém se considera suspeito, DATA VENIA, parece piada fazer um carnaval por causa de três frases em um grupo de  whatsapp.”

Ora, o pior é a classe política, principalmente a oposição, buscar barrar pauta de assuntos importantes até que se apurem os fatos.

Nesta sexta (14/6), o jornal O ESTADO DE SÃO PAULO traz extensa entrevista com o Ministro e ex-juiz Sérgio Moro, com esclarecimentos bastante elucidativos e convincentes, que elucidam a ausência de má-fé em situações, como já foi dito, corriqueira no meio forense, de conversas sobre os processos.

O Brasil precisa andar. Gostem ou não, o presidente é o Bolsonaro e o que se vê de sua equipe, principalmente econômica, é tentar colocar o país nos trilhos depois de tanto descalabro nas finanças que arruinaram a Nação. E nos parece que a reforma da previdência social é o primeiro sinal irreversível que se avizinha.

Dizem que o brasileiro é um povo que não se empolga com a guerra. Que é pacifico. Mas o que precisamos agora é ser colaborativos, ordeiros e mais que nunca comprometidos com as mudanças necessárias, que quase em tudo dependem daqueles que ocupam o Congresso Nacional e foram eleitos para representar os anseios do povo e não seus caprichos pessoais e revanchismos partidários.


* Luiz Eduardo da Silva

 - Advogado da Temporini Silva Sociedade de Advogados

 - Especialista em Direito Arbitral

 - Presidente do IMAT - Instituto de Mediação e Arbitragem do Alto Tiete - São Paulo

FALAR BEM CONECTA



Saber se comunicar é fundamental! É importante transmitir suas opiniões de forma clara, inteligente, autêntica, mas também com confiança.

E o Dicas Bem Viver indica o curso de comunicação Falar Bem Conecta, que irá te ajudar a melhorar seus relacionamentos e aumentar sua reputação. 


Sessão 1 - Mais Persuasão - Controlando o Volume e Frequência da sua Voz! Nesta Sessão, você terá exercícios poderosos e de fácil aplicação para se comunicar com mais clareza e equilíbrio. 

Sessão 2 - Comunicação que Conecta - Expressão Corporal e seu poder de comunicar o que as pessoas querem. Você aprenderá o quanto os gestos e a comunicação direcionada para cada pessoa e situação podem aumentar em até 45% seus resultados. 

Sessão 3 - Segurança e Confiança - Técnicas e Estratégias de Objetividade e Certeza. Irei te apresentar os 4 pilares estratégicos para uma apresentação natural, confiante e eficaz. 

Sessão 4 - Apresentações Poderosas - Construindo diálogos e influência. Através de um método fácil e prático, agora você irá criar um roteiro com um começo, meio e fim surpreendentes.



Para saber mais sobre o FALAR BEM CONECTA, clique aqui!! 








"Nunca se prepare quando você precisa estar pronto" - Ricardo S

0 comentários: