Decoração e Design

Mostra Artefacto SP: E La Nave Va, por Denise Barreto

10 março Marcia Cruz 0 Comments


Depois de mais de uma dezena de vezes em que estrelou em Mostras Artefacto, a edição de 2018 não poderia ser mais especial para Denise Barreto: foi justamente no espaço da Haddock Lobo em que debutou com o então sócio e hoje em memória Carlos Bratke que, no ano de 1995, propôs o primeiro loft em mostras no Brasil. Presente também àquela época com um enorme painel pintado à mão, o artista Jaime Prades volta a trabalhar com a profissional a partir de uma intervenção artística na parede curva do living em que, sobre um veludo branco, desenhou a carvão o mar; o fluir de emoções; o fluir de energias; e até mesmo as ondas sonoras, ingredientes que para Denise são pontos altos do filme de Federico Fellini “E La Nave Va”, “especialmente quando é to cada a sinfonia nos copos”.

A opção pelo longa-inspiração é uma ode a uma das histórias que mais a comoveu. “Sem dúvida foi o filme que mais me tocou em toda a minha vida e que se tornou inesquecível”, diz. “O Surrealismo contraposto à doçura e à sutileza é a essência desta obra que fala do ser humano.” A livre interpretação que guiou a arquiteta alocou nas formas e nos detalhes essas referências da película. Isso aconteceu, por exemplo, com a delimitação do living a partir de uma empena curva, que remete ao estar contido de um navio, com as paredes em azul profundo em alusão ao pano de fundo oceânico, e com o tecido de parede assinado por Ricardo Bello Dias para a coleção Mata At lântica da Artefacto, em que macacos cumprem esse papel mais surrealista.

Dialoga com a geometria mais linear das paredes uma leve divisória branca de desenho retilíneo e perfurado que dá a privacidade adequada ao quarto, onde está a cama Nouveau com cabeceira em seda. Sem contar os elementos de madeira e o painel vivo do jantar, recheado com cadeiras Vicc, de Jader Almeida, além da linguagem em um P&B bastante gráfico nos revestimentos, nas obras de arte, e em um sublime mosaico de pastilhas igualmente em preto e branco no piso que conecta todos os espaços do loft de 120 metros quadrados.

Mas a referência mais simbólica mesmo talvez seja o rinoceronte de bronze situado do lado do espaçoso sofá Argand, enquanto o destaque, para Denise, além do trabalho de Prades, fica por conta das luminárias pendentes com cúpulas de vidro, “que trazem a linguagem dos navios antigos ao projeto”.

denisebarretto.com.br

Serviço:

Mostra Decor + Cinema
Início: 10 de Março de 2018
Seg. a sex das 10h às 19h e sábado das 10h às 18h
R. Haddock Lobo, 1.405, Jardins, São Paulo, T. (11) 3087 7000
artefacto.com.br

0 comentários: