Comportamento,

Como escolher a profissão certa?

13 julho Marcia Cruz 0 Comments


De acordo com uma pesquisa divulgada no site O Globo, 52% dos jovens adultos, na faixa dos 30 anos, trabalham apenas para sobreviver, mas não realizam uma atividade profissional da qual se orgulhem. A pressão na hora da escolha da profissão e a desilusão financeira estão entre os principais motivos de frustração.

Outros, por sua vez, focam apenas na questão financeira, sem analisar as suas afinidades reais com a profissão escolhida e também terminam frustrados, pois terão dinheiro, mas levarão seus dias exercendo uma profissão que, muitas vezes, sequer suportam. Sem contar que os mercados mudam e profissões até mesmo desaparecem com os avanços tecnológicos. 

O que fazer, então, para escolhermos a profissão certa?


AUTOCONHECIMENTO É A BASE

O autoconhecimento é essencial para você identificar suas principais aptidões e as profissões que mais se enquadram em seu perfil. Isto é essencial para que você tenha alta performance constante, que te levará à uma carreira bem sucedida e próspera, mas também feliz. 


Fazer testes vocacionais e pesquisar o dia a dia dos profissionais das áreas que você se identificar também é prioritário, para você ter certeza que se adaptará a tal rotina.

Passamos a maior parte do nosso tempo no trabalho, portanto, precisamos escolher bem a profissão a qual iremos nos dedicar. E termos pontos fortes é o que vai nos diferenciar dos demais, resultando em melhores resultados financeiros e maior satisfação profissional.

Para os mais jovens, recomendo testes de aptidão. Pesquisei alguns gratuitos, na internet, e gostei de dois, os quais vou colocar os links, a seguir.

- Guia da Carreira

- Teste Vocacional Online

É preciso olhar para o futuro e entender as mudanças que sempre acontecem no mercado, e cada vez mais rápido. Atualize-se sempre!! Isto é essencial para você manter-se bem no mercado. 


Para quem já é profissional, mas deseja uma mudança de carreira, eu vou trazer orientações na próxima semana.
   
Seja qual for a sua idade, lembre-se que uma escolha profissional errada pode nos levar a uma vida cheia de estress, infelicidade e depressão... e ninguém merece isto. A vida, definitivamente, merece ser bem vivida.

Pense nisto, ok? A área profissional deve, sim, nos trazer resultados financeiros efetivos, mas não à custa da nossa saúde e da nossa felicidade. Somos seres com áreas específicas, como a profissional, a familiar, a amorosa, a pessoal... mas precisamos ser e viver de forma íntegra, conciliando todas as áreas com a nossa essência e os nossos valores.

Podemos, e devemos, buscar este equilíbrio interior. Somente assim, de fato faremos a diferença neste mundo. Vivendo, e não apenas existindo!! E, claro, vivendo com qualidade, e isto inclui a prosperidade. Bem Viver é preciso!! 

Até o próximo post do Conceito DBV, com assuntos de coaching e comportamento.

Marcia Cruz
Coach e Jornalista

0 comentários: