Cidadania,

A escola, melhorando a comunicação, muda comportamentos

21 março Redação DBV - Dicas Bem Viver 0 Comments



Fomos surpreendidos na última semana com o episódio trágico provocado por dois jovens que invadiram a escola Raul Brasil em Suzano, onde restaram uma dezena de mortos e outra de feridos. Por ser nascido em Suzano, o impacto torna-se ainda maior pela familiaridade com a escola, onde minha mãe lecionou por muitos anos e meus irmãos lá estudaram também.

Mas a primeira pergunta que vem, antes mesmo de ter assentado a poeira é relacionada com o que fazer para não estarmos expostos a tragédias como essa. E a resposta é mais difícil do que se imagina.

Isso porque a resposta ideal é a de que educação se tem com a família, e ensino mais socialização, na escola.

No meu tempo de estudante de ginásio (era assim que era chamado) não havia celular, rede social, computador e outras facilidades do mundo moderno ligados à tecnologia. Todos tínhamos apelido e ninguém tratava como buliying, expressão até então inexistente.

O que é preciso hoje é traçar um divisor de águas para minimizar riscos como o da tragédia que essa matança gerou. E isso só será possível se houver uma transformação desde o Estado e seus gestores, passando pela escola e seus diretores, coordenadores e professores, chegando nos alunos e em suas famílias.

O Professor Sérgio Cortella já disse que é preciso separar o que é velho do que é antigo. É velho respeitar o professor, mas não é antigo reaprender a fazer isso. É velho os pais se prepararem para serem respeitados por seus filhos, mas não é antigo retomar essa liderança com carinho, amor e respeito. É velho ser autoritário na escola em casa, mas é antigo manter essa postura, pois o que conta é a mudança de comportamento sob o olhar da modernidade.



A comunicação na escola e em casa precisa mudar e cada um de nós de alguma forma pode colaborar. Sim, é dever do Estado incentivar essa mudança de hábitos e de cultura, mas é nossa obrigação atentar para uma forma de educar o jovem com muito menos alienação do que se presencia hoje.

A comunicação por conta de redes sociais em especial o WhattsApp tirou o diálogo da sociedade, acomodou as pessoas de serem mais gentis, fraternas e alterou velhos e bons hábitos.

Mas tudo começa em casa, em família - e claro, passa pela escola.

Façamos algo relevante para mudar essa nossa realidade, para que não haja risco de novos ataques trágicos como este que por muito tempo não sairá de nossas mentes.

Como presidente do IMAT - Instituto de Mediação e Arbitragem do Alto Tietê, que tem sede em Suzano, coloquei a associação à disposição do Prefeito Municipal e do Secretário Municipal de Educação para, voluntariamente, colaborarmos na negociação em favor das famílias que tiveram seus filhos vitimados pelo ataque na Escola Estadual Raul Brasil.

Cabe ao Estado buscar a auto-composição e ao Município intermediar.  E a nós, colaborar por conta de buscarmos sempre a melhor forma de comunicação para evitar o litígio.

Que possamos, cada um de nós, fazer uma contribuição para uma sociedade efetivamente melhor, para todos!



* Luiz Eduardo da Silva

 - Advogado da Temporini Silva Sociedade de Advogados

 - Especialista em Direito Arbitral

 - Presidente do IMAT - Instituto de Mediação e Arbitragem do Alto Tiete - São Paulo

FALAR BEM CONECTA



Saber se comunicar é fundamental! É importante transmitir suas opiniões de forma clara, inteligente, autêntica, mas também com confiança.

E o Dicas Bem Viver indica o curso de comunicação Falar Bem Conecta, que irá te ajudar a melhorar seus relacionamentos e aumentar sua reputação. 


Sessão 1 - Mais Persuasão - Controlando o Volume e Frequência da sua Voz! Nesta Sessão, você terá exercícios poderosos e de fácil aplicação para se comunicar com mais clareza e equilíbrio. 

Sessão 2 - Comunicação que Conecta - Expressão Corporal e seu poder de comunicar o que as pessoas querem. Você aprenderá o quanto os gestos e a comunicação direcionada para cada pessoa e situação podem aumentar em até 45% seus resultados. 

Sessão 3 - Segurança e Confiança - Técnicas e Estratégias de Objetividade e Certeza. Irei te apresentar os 4 pilares estratégicos para uma apresentação natural, confiante e eficaz. 

Sessão 4 - Apresentações Poderosas - Construindo diálogos e influência. Através de um método fácil e prático, agora você irá criar um roteiro com um começo, meio e fim surpreendentes.



Para saber mais sobre o FALAR BEM CONECTA, clique aqui!! 







"Nunca se prepare quando você precisa estar pronto" - Ricardo S

0 comentários: