DBV,

Bares politizados é a nova onda em BH, a terra dos botecos

30 março Marcia Cruz 0 Comments


Conhecida como a "terra dos botecos", por ser a cidade com o maior número de bares por metro quadrado, Belo Horizonte vive uma nova tendência na decoração dos botecos: a política! Pois é, a paixão número um do brasileiro hoje é a política, e os donos de bares entraram na onda e estão criando estabelecimentos temáticos que tem como foco atrair o consumidor pela afinidade ideológica: direita ou esquerda

O primeiro a entrar na onda foi o URSAL BAR, que tem Che Guevara e Fidel Castro como destaques na decoração, no cardápio e também nas promoções, que foi inaugurado há dois meses. O segundo é O DESTRO, que faz questão de se denominar o "primeiro bar de direita do Brasil", que defende ideais liberais, incentivo ao progresso, intervenção estatal mínima, crescimento econômico e traz as cores do Brasil em destaque, além de ídolos da direita na decoração e também na parte musical e está sendo inaugurado neste sábado, 30 de março. E o terceiro é OCA LIVRE, também de esquerda, que será inaugurado dia 13 de abril.

Vem comigo e saiba mais no DBV Confere!!


O DESTRO - PRIMEIRO BAR DE DIREITA NO BRASIL


O "primeiro bar de direita do Brasil", O Destro, será aberto, oficialmente, neste sábado, 30 de março, na  Rua Pium-í, 787, no Sion, em Belo Horizonte, capital mineira, e traz o slogan "Não contém mimimi"

Fruto da inspiração dos sócios e amigos, Daniel Laender, Guilherme Laender, Gustavo Lopes e José Neto, o bar conceito conta com três ambientes assinados pela decoradora Patrícia Carneiro: lounge, restaurante e esporte bar, com telão. A concepção do Destro foi baseada nos princípios do liberalismo e do conservadorismo: liberdade de ideias, incentivo ao progresso, intervenção estatal mínima e crescimento econômico. A partir daí, formataram o projeto arquitetônico, o cardápio, as atrações e programações culturais e de entretenimento.

Além de funcionar como um bar “normal”, a intenção é levar aos frequentadores conhecimento sobre pensamentos liberais. Uma das formas de passar essa informação é por meio do ambiente, que terá as cores verde e amarela. 

A casa funcionará de terça a domingo, com dias temáticos que prometem agradar o gosto e bolso do freguês. A terça-feira será dedicada ao dia do Imposto é Roubo, com vários produtos isentos de tributação, como cervejas e alguns petiscos, com descontos de até 60%. 

Às quartas, em dias de jogo, terá o “Futebol sem mi mi mi”, em que o público terá liberdade para reclamar do time e "até xingar a mãe do juiz”, brinca Daniel Laender. 

Para as quintas-feiras DJs convidados vão criar a atmosfera cool de lounge music e aos sábados músicos vão se apresentar ao vivo. “Aos domingos, o restaurante/piano bar terá clássicos de Frank Sinara a Elvis Presley executados em um piano da década de 50, e estamos preparados para o almoço de família”, complementa.

Haverá ainda, um ambiente cultural com livraria e preparado para eventos e reuniões corporativas, além de souvenires variados, como canecas e camisetas. 

O cardápio é recheado com mais de 40 pratos e petiscos contemporâneos de culinária mundial e alguns inspirados na cozinha mineira e recheados de referências temáticas. Destaque, inclusive, para as “coxinhas”! São oito sabores com massas, recheios e molhos diferenciados, que vão da inusitada coxinha de frango sem massa, até a versão  de pernil empanada com torresmo.  Para beber, drinks criados pelo mixologista Filipe Brasil, um dos mais conceituados da cidade, que criou uma variedade de opções exclusivas para a temática da casa. Por fim, uma ampla carta de vinhos, chopes, variados rótulos de cervejas e a exclusiva “Destra”, nas versões Summer Ale e IPA, produzidas pelo cervejeiro Cleber Paiva.

O conceito do Destro Bar é reforçado também no projeto visual com imagens e frases de figuras icônicas da história mundial que marcaram sua posição liberal, ou conservadora. Vão dividir espaço nas paredes Martin Luther King Jr, Tom Jobim, Nelson Rodrigues, Milton Friedman, Tiradentes, Dom Pedro II, Frank Sinatra, Adam Smith, John Locke, Barão de Mauá, Olavo de Carvalho, Thomas Jefferson, Ronald Reagan, Winston Churchill, e especialmente Margaret Thatcher. “Nossa ideia é oferecer comida e bebida de boa qualidade em lugar que tenha uma aura diferente, livre e bem-humorada! Não queremos ser um bar restritivo, muito pelo contrário, prezamos pela liberdade de opinião. Queremos ser um bom lugar para que amigos possam se divertir e conversar sobre qualquer assunto”, resume Laender.

Em uma das paredes, haverá uma grande foto do boxeador Rocky Balboa após vencer a luta contra o russo Ivan Drago, no filme “Rocky IV” (1985), como símbolo da “vitória do capitalismo sobre o socialismo”. 

Os rostos de Winston Churchill e Margaret Thatcher, que foram primeiros-ministros do Reino Unido nos anos de 1940 e 1980, respectivamente, sinalizam os banheiros masculino e feminino. “Ambos foram os responsáveis por salvar a Inglaterra em momentos diferentes, durante a Segunda Guerra e na pior crise econômica do país”, observa o empreendedor. 

Na música, de Elvis a Lobão. Pois é, na trilha sonora do Destro Bar só entrarão na seleção artistas de “pensamento de direita” – o proprietário cita nomes como Frank Sinatra, Elvis Presley, Lobão e Ultraje a Rigor. 

Apesar desta “overdose” neoliberal, os sócios afirmam que o espaço também estará aberto a quem é de esquerda. “Podem vir para conhecer e refletir sobre estes pensamentos”, convidam. 

URSAL BAR: CHE GUEVARA E FIDEL CASTRO SÃO DESTAQUES


O primeiro a entrar nesta onda foi o URSAL BAR, criado há dois meses, no bairro Santa Tereza, para unir o pessoal da esquerda após a derrota nas eleições, tanto presidencial, como também do governo e do senado, pois vale lembrar que Fernando Pimentel e Dilma Roussef eram apostas da esquerda e também perderam em Minas Gerais, apesar das pesquisas mostrarem o contrário durante todo o período pré-eleitoral.

O clima estava ruim, o pessoal parecia ter perdido as esperanças. Foi aí que fizemos esse espaço para servir de ponto de encontro nosso”, afirma Camila Cienfuegos, proprietária do Ursal Bar,  ao lado de Ranara Feres.

Camila se surpreendeu com a adesão do público, ao ver o bar atraindo todo o espectro da esquerda em Belo Horizonte. “Pessoas de várias vertentes de partidos diferentes, que jamais se encontrariam de outra forma, passaram a vir para conversar, trocar ideias de uma forma mais lúdica”, aponta.

O bar Ursal, hoje localizado na rua Dores do Indaiá, 114, no bairro Santa Tereza, deverá mudar brevemente de sede, passando para um espaço mais amplo no Santa Efigênia.

O Ursal tem um cardápio variado, no estilo “buteco” que o mineiro tanto gosta. Um dos destaques é o prato Olga Benário, nome da militante comunista alemã e esposa do líder de esquerda Luís Carlos Prestes que batiza uma berinjela rústica dedicada aos veganos.

Há promoções divertidas como a “Camarada!”, em que o cliente que levar um amigo, ambos vestidos com camisetas estampadas com os rostos de Che Guevara e Fidel Castro, ganha rodada dupla de mojitos. Imagens dos líderes da revolução cubana, por sinal, estão espelhadas pela casa, assim como o do ex-presidente venezuelano Hugo Chávez.

A última promoção do Ursal aproveitou a prisão do ex-presidente Michel Temer, na última semana, “comemorada” com drinks e rodadas de cachaça. Um dos drinks carrega o nome de “Fora Temer”, cujos ingredientes levam limão capeta e mel, além da cachaça. Ganhava uma dose quem “delatasse” um amigo.


OCA LIVRE: EXPERIÊNCIA, APRENDIZADO E RESISTÊNCIA


O OCA LIVRE tem Uri Cunha, Débora Dornelas e Pedro Gondim como proprietários, e será aberto no dia 13 de abril como espaço de “experiência, aprendizado e resistência”, tendo como objetivo "desconstruir conceitos conservadores" a partir de debates e palestras. O bar funcionará no bairro Santa Efigênia e também contará com coworking.

O Oca Livre funcionará também como um espaço multiuso, recebendo várias atividades, especialmente debates e palestras, diz Cunha. “Será um lugar democrático, aberto às causas mais diversas, sempre com o intuito de desconstruir os conceitos conservadores que se multiplicaram nos últimos tempos”, destaca. “Mais do que um bar, será um espaço de experiência, aprendizado e resistência”, assinala.

No local, haverá um amplo espaço para coworking, em que os interessados poderão aproveitar desde o quintal de uma charmosa casa antiga, localizada na Rua Tenente Anastácio de Moura, até as estações de trabalho. Também receberá uma casa de chás e cafeteria. Durante os dias de semana, será servido almoço. À noite, entrará em funcionamento o bar.

Atrações culturais serão outro destaque da Oca Livre, abrindo espaço especialmente para a música mais autoral, vez que, segundo Cunha, são poucas as opções em Belo Horizonte para este tipo de música. “Queremos agregar o máximo possível de pessoas que combinem com os nossos ideais”, observa o proprietário.

Os pratos do cardápio serão servidos em azulejos que trarão frases de inclusão e de amor, adianta Cunha. Não deverá faltar também a mortadela, apelido dado aos esquerdistas, num contraponto ao “coxinha”, como os de tendência de direita ficaram conhecidos. “Temos essa ideia de fazer releituras da mortadela, mas o cardápio ainda não está fechado”.

No início do projeto, o trio de proprietários chegou a cogitar a possibilidade de batizar os pratos com nomes de mulheres importantes no Brasil e no mundo. “É uma questão delicada, pois somos muito preocupados em relação ao lugar da fala, do fato de sermos privilegiados. Temos que ficar atentos a isso, pois a gente quer somar e não dividir”, pondera.

“Queremos receber discussões saudáveis, que levem as pessoas a pensar. Isso é mais importante do que a identidade visual em si”, observa Uri Cunha, da Oca Livre

Os banheiros terão as portas pintadas de azul (para homens) e rosa (para mulheres), mas, na verdade, serão unisex, avisa o empreendedor. Nas paredes, os nomes de Marielle Franco, vereadora carioca assassinada ano passado, e o do motorista Anderson Gomes, que conduzia a parlamentar.

“Neste primeiro momento, vamos deixar o mural livre para as pessoas escreverem mensagens, um pouco de suas dores, de suas ideias... Só não poderão escrever elogios a (Jair) Bolsonaro. Aí já é falta de respeito”, brinca.


BARES POLITIZADOS: QUAL O SEU?


E você, o que acha da ideia dos bares politizados? E em qual linha você se encaixa melhor?

Uma coisa é certa: o Brasil precisa de mudanças reais, do fortalecimento ao combate a corrupção, do fim do foro privilegiado e da impunidade, e de mais patriotismo. Nosso país é lindo e rico, porém mau gerenciado. 

Que bom que a política, agora, é a nossa paixão nacional, assim podemos acompanhar de perto o que andam fazendo na política e podemos, sim, opinar e mudar os rumos da história do país. Do nosso país, da nossa nação, para nós e para as futuras gerações

Estamos amadurecendo como cidadãos, e espero que façamos boas escolhas, pois o futuro do país está nas escolhas que fazemos hoje. 

Até mais!! 



FALAR BEM CONECTA



Saber se comunicar é fundamental! É importante transmitir suas opiniões de forma clara, inteligente, autêntica, mas também com confiança.

E o Dicas Bem Viver indica o curso de comunicação Falar Bem Conecta, que irá te ajudar a melhorar seus relacionamentos e aumentar sua reputação. 


Sessão 1 - Mais Persuasão - Controlando o Volume e Frequência da sua Voz! Nesta Sessão, você terá exercícios poderosos e de fácil aplicação para se comunicar com mais clareza e equilíbrio. 

Sessão 2 - Comunicação que Conecta - Expressão Corporal e seu poder de comunicar o que as pessoas querem. Você aprenderá o quanto os gestos e a comunicação direcionada para cada pessoa e situação podem aumentar em até 45% seus resultados. 

Sessão 3 - Segurança e Confiança - Técnicas e Estratégias de Objetividade e Certeza. Irei te apresentar os 4 pilares estratégicos para uma apresentação natural, confiante e eficaz. 

Sessão 4 - Apresentações Poderosas - Construindo diálogos e influência. Através de um método fácil e prático, agora você irá criar um roteiro com um começo, meio e fim surpreendentes.



Para saber mais sobre o FALAR BEM CONECTA, clique aqui!! 







"Nunca se prepare quando você precisa estar pronto" - Ricardo S

0 comentários: