DBV,

Carros que voam começam a ser comercializados e são o futuro do transporte. Confira!

01 março Marcia Cruz 0 Comments


Carros que voam são comuns em filmes de ficção, mas agora também estarão presentes em nosso dia a dia. Enquanto o Brasil estava curtindo a folia momesca, a empresa holandesa Pal-V abriu o processo de pré-venda do primeiro carro voador comercial do mundo, que estará disponível em dois modelos. A Uber também aposta na ideia. 


Carros Voadores: Futuro do Transporte


Semana passada, a empresa holandesa Pal-V abriu o processo de pré-venda do primeiro carro voador comercial do mundo, que estará disponível em dois modelos, Liberty Pioneer e o Liberty Sport, ambos foram desenvolvidos com tecnologias já existentes e pensados para se encaixar nas legislações vigentes, motivos pelos quais a companhia será capaz de colocá-los no mercado tão rapidamente.

De acordo com Robert Dingemanse, CEO da marca, os veículos são certificados tanto para funcionar em terra, como um veículo normal, como também no ar, porém precisa de uma pista de cerca de 20 metros para decolar ou pousar, e serão entregues a seus clientes "pioneiros" (eu diria milionários!) no final de 2018. 


Preços salgados

Quer fazer parte do grupo seleto? O interessado tem que dá uma entrada, antecipada e não reembolsável, de US$ 25 mil (cerca de R$ 77,1 mil). 

O modelo "mais barato" é o Liberty Sport, que a empresa espera vender por US$ 400 mil (R$ 1,2 milhão). Só que ele só estará disponível após a primeira etapa de venda, que será encabeçada pelo Liberty Pioneer Edition, um modelo que sairá por US$ 600 mil (R$ 1,8 milhão) — a empresa quer colocar 90 unidades deste no mercado antes de abrir a distribuição do Liberty Sport.

Além desta pequena fortuna, o comprador precisa de licença para voar, e é melhor obtê-la antes de efetuar a reserva, já que, assim como ocorre em autoescolas, o candidato pode reprovar — e ficar sem os R$ 77,1 mil do depósito, que não reembolsáveis, lembra? 


Uber também aposta nos carros voadores

Quem também aposta na novidade é a empresa Uber. Jeff Holden, CPO da companhia, inclusive acredita que este será o tipo de transporte acessível também às grandes massas, e que será mais barato do que ter um carro, além de serem menos poluentes e mais rápidos.  

"Normalmente, as pessoas pensam em voar como uma forma cara e pouco frequente de viajar, mas isso é em grande parte devido ao baixo volume de produção de aeronaves de hoje", explica Holden.




Ideia veio para ficar

A Pal-V já tem clientes na Holanda, Estados Unidos, Canadá, México e Bermudas. A ideia da empresa é vender poucas unidades e adicionar o novo veículo aos poucos nos espaços urbanos ao redor do mundo.  

Uma coisa é certa, é bom a gente ir se acostumando com a ideia!!

Marcia Cruz