Alimentação saudável,

Afinal, qual a diferença entre verduras, legumes e hortaliças? Confira no DBV!!

28 janeiro Marcia Cruz 0 Comments


Afinal, existe diferença entre verduras, legumes e hortaliças? Como devo classificar os alimentos para que possa fazer uma dieta balanceada, e sem pagar mico na hora de ir às compras? Confira aqui no DBV as diferenças e também o índice de carboidratos nas hortaliças.

Vamos lá!! Primeiro, HORTALIÇAS são os alimentos produzidos em horta, e inclui as verduras, os legumes e também as raízes. Precisamos da variedade de hortaliças em nosso cardápio para termos uma boa alimentação, principalmente das que são produzidas em hortas orgânicas, que são mais saudáveis.

Tendo entendido este ponto, vamos agora entender a diferença entre verduras e legumes. 


VERDURAS - A palavra verdura representa um termo genérico para designar alimentos verdes, como folhas, entre elas coentro, alface, couve, etc. Também fazem parte deste grupo a acelga, o agrião, o almeirão, a chicória, a escarola, o espinafre, o repolho, a rúcula, a salsa, o salsão, o agrião e muitos outros alimentos nutritivos, como também o brócolis, a couve-flor e o espinafre.

As verduras são maravilhosas para se montar um mix em saladas, ou se consumir em sucos verdes, e também em comidas refogadas ou grelhadas.

A parte comestível das verduras são as folhas, flores, botões ou hastes.  

Carboidratos nas Verduras: As verduras em geral apresentam baixo teor de carboidratos, com cerca de 5%. Também possui baixo teor calórico. 


LEGUMES - Os legumes são da família das leguminosas. Tratam-se de alimentos salgados dos quais não comemos as folhas, mas sim os frutos, como o feijão, a ervilha, a vagem e as lentilhas. Outros frutos que fazem parte deste grupo são o pimentão, o pepino, o chuchu, a berinjela, o pimentão e abobrinha.

A parte comestível dos legumes são os furtos e sementes. Os frutos dos legumes podem ser desenvolvidos na parte exterior da terra, ou abaixo da terra, com penas uma parte da planta exposta, como suas folhas. 

Carboidratos nos Legumes: Os legumes podem variar bastante de acordo com as categorias, podendo chegar a 20% de carboidratos.

Fazem parte dos legumes:

- Leguminosas: são os grãos produzidos em vagens, como feijão, lentilha e vagem.

- Cereais: são as plantas cultivadas em por seus frutos, na maior parte gramíneas, como arroz, trigo e milho.

- Oleaginosas: são sementes ricas em óleo e gorduras que podem ser extraídas, como nozes, amêndoas e castanha-do-Pará.


- Frutos: São os vegetais que contém sementes, como por exemplo a abóbora, a berinjela, o chuchu, o tomate e o pepino. Já as frutas são o nome popular dado aos frutos comestíveis de sabor adocicado ou cítrico, como as laranja, maçã e banana.

RAÍZES E TUBÉRCULOS: São vegetais no qual a parte comestível cresce debaixo da terra, como por exemplo a beterraba, a cenoura, o rabanete , mandioca, inhame e as batatas.

Os tubérculos fornecem energia e ainda ajudam na liberação de transmissores cerebrais responsáveis pela sensação de bem-estar, como a serotonina, além de serem fontes de vitaminas C, A e do complexo B.

A batata inglesa, o rabanete e a batata baroa - também conhecida como mandioquinha - são alguns exemplos de tubérculos. Já a batata doce, a cenoura, a beterraba, o aipim e o inhame, apesar de semelhantes aos tubérculos, pertencem ao grupo das raízes.


Carboidratos nas Raízes e Tubérculos: Este é o grupo que deve ser consumido com maior cautela, pois são mais ricos em carboidratos, algumas possuindo alto teor glicêmico.

Bem, agora que já conhecemos um pouco mais sobre o assunto, vamos variar nas hortaliças em nossa alimentação diária, como um todo, principalmente, como já disse, as produzidas de forma orgânica, que são mais saudáveis ainda.

Até a próxima postagem!!

0 comentários: