DBV,

Vivo é investigada por usar dados de 73 milhões de pessoas para fins publicitários

11 abril Marcia Cruz 0 Comments


O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) instaurou inquérito público para apurar a conduta da operadora Vivo pelo uso de dados de 73 milhões de clientes para fins publicitários. Segundo o órgão, a empresa oferece estes dados a anunciantes por meio do serviço de marketing móvel Vivo Ads. A empresa nega qualquer irregularidade.

De acordo com o órgão, a Vivo prometeria fornecer dados qualificados dos clientes, como perfil, localização, comportamento de navegação, lugares frequentados e hábitos, a empresas de publicidade. O acesso a estes dados seria oferecido como vantagem: espaços publicitários ocupados com conteúdo segmentado de acordo com todas as informações, otimizando o acesso do anunciante ao cliente em potencial.

MARCO CIVIL DA INTERNET ACIONADO

No contrato entre cliente e Vivo, não existe a opção de impedir o uso dos dados para fins publicitários. Seriam utilizadas até mesmo informações de saúde, com base em mapeamento de circulação de usuários em clínicas e hospitais.

Mas, segundo a Comissão de Proteção dos Dados Pessoais do MPDFT, responsável pela investigação, o Marco Civil da Internet assegura aos titulares dos dados direitos de inviolabilidade da intimidade e da vida privada, e também o direito de não fornecimento a terceiros dos dados pessoais, salvo mediante consentimento livre, expresso e informado.

"Diferente do modelo de negócio de empresas como Google e Facebook, o serviço de telefonia móvel no Brasil é uma concessão de serviço público com contrapartida financeira dos usuários", escreve o MPDFT. "Nem no contrato de serviço, nem no Centro de Privacidade da empresa Vivo existem informações sobre uso dos dados pessoais de clientes para fins de publicidade", acusa o órgão, acrescentando que há "risco de prejuízos relevantes aos consumidores".


RESPOSTA DA VIVO

Através de nota, a  Vivo negou usar dados de clientes de forma ilegal.

“A Vivo assegura que as informações de seus clientes não são, em hipótese alguma, transferidas ou compartilhadas com anunciantes”. A empresa explicou ainda que o Vivo Ads permite a interação do cliente com a publicidade apresentada pela operadora sempre com prévia autorização. “A autorização é concedida, por exemplo, por meio do termo de adesão do serviço móvel e a qualquer momento o cliente pode cancelá-la em canais de atendimento da Vivo. O centro de privacidade da empresa também contém orientações sobre o tema.”

Com informações: Gazeta do Povo

FALAR BEM CONECTA



Saber se comunicar é fundamental! É importante transmitir suas opiniões de forma clara, inteligente, autêntica, mas também com confiança.

E o Dicas Bem Viver indica o curso de comunicação Falar Bem Conecta, que irá te ajudar a melhorar seus relacionamentos e aumentar sua reputação. 


Sessão 1 - Mais Persuasão - Controlando o Volume e Frequência da sua Voz! Nesta Sessão, você terá exercícios poderosos e de fácil aplicação para se comunicar com mais clareza e equilíbrio. 

Sessão 2 - Comunicação que Conecta - Expressão Corporal e seu poder de comunicar o que as pessoas querem. Você aprenderá o quanto os gestos e a comunicação direcionada para cada pessoa e situação podem aumentar em até 45% seus resultados. 

Sessão 3 - Segurança e Confiança - Técnicas e Estratégias de Objetividade e Certeza. Irei te apresentar os 4 pilares estratégicos para uma apresentação natural, confiante e eficaz. 

Sessão 4 - Apresentações Poderosas - Construindo diálogos e influência. Através de um método fácil e prático, agora você irá criar um roteiro com um começo, meio e fim surpreendentes.



Para saber mais sobre o FALAR BEM CONECTA, clique aqui!! 





"Nunca se prepare quando você precisa estar pronto" - Ricardo Silva.

0 comentários: