DBV,

Cerveja e dieta: tem como conciliar?

23 abril Marcia Cruz 0 Comments


Eu não sei quanto a você, mas eu gosto de cerveja, e ela tem a fama de causar a tal "barriga de cerveja", ou "barriga de chopp". E essa barriguinha, sejamos francos, ninguém merece, né? Mas eu fui pesquisar o assunto e descobri algumas coisas interessantes. 

Se, como eu, você gosta de cerveja, vem comigo, pois você vai gostar!!

Mitos e verdades sobre a cerveja

A nutricionista Dra. Andrea Zaccaro, mestre em Ciências da Saúde pela Faculdade de Medicina do ABC e membro fundadora e vice-presidente da Associação Brasileira de Nutrição Esportiva (ABNE),  em entrevista para o SportLife, afirmou que a bebida é uma substância de baixa caloria e faz parte da dieta do homem desde a antiguidade. “Se consumida moderadamente, ela pode fazer parte de um estilo de vida balanceado já que, como o vinho, contém antioxidantes e algumas vitaminas e minerais, provenientes dos cereais como milho, arroz, trigo e do lúpulo”, diz Andrea. 

Partindo desta premissa, vamos então elucidar alguns mitos e verdades sobre a nossa cervejinha que, no Brasil, é preferência nacional

1 - Cerveja não dá barriga

Começamos bem, né? Acredita nisto? Pois é, a nutricionista disse que esse é o mito mais famoso que existe sobre a cerveja, e que a ciência já comprovou que, se consumida com moderação, a cerveja não é a responsável pelo aumento de peso nem de gordura abdominal

De acordo com a Dra Andrea, os estudos mostraram que o que engorda não é a cerveja em si, mas sim o seu consumo em excesso ou o consumo exagerado de  alimentos gordurosos como acompanhamento, os famosos tira-gostos, que são frequentemente combinados com a bebida.

2 - Cerveja pode ser tomada todo dia, obedecendo a dose recomendada

Assim como o vinho, os estudos mostram que a cerveja também pode ser consumida diariamente, desde que de forma moderada, observando-se a dose recomendada, que equivale até uma dose por dia para as mulheres (350 ml) e duas doses para homens (700 ml). 

E não adianta querer se discutir sobre direitos iguais etc etc, pois é uma regra da natureza e segue a questão biológica. 

3 - Cerveja tem baixa caloria

De acordo com Dra Andrea, a cerveja é uma bebida de baixa caloria. Uma dose, que equivale a 350 ml, tem cerca de 120 calorias.

Além da questão das calorias, é importante lembrar que a cerveja também é rica em carboidratos, e contém glúten, que é uma informação importante para quem é celíaco ou tem algum tipo de resistência ao glúten. Neste caso, prefira tipos puro malte.

Outro fator a ser considerado é que quanto maior o teor alcoólico, mais calórica será a cerveja – cada grama de álcool é equivalente a 7 kcal. Ou seja, uma cerveja puro malte pode conter um teor alcoólico maior, e acabar sendo mais calórica do que uma cerveja de milho, por exemplo. 

Mas, no geral, se comparada com outras bebidas, como o vinho, a cerveja é, sim, ser considerada uma bebida de baixa caloria

4 - Cerveja tem antioxidante

Um dos queridinhos da boa saúde e da beleza são os antioxidantes, e eles estão presentes na cerveja. 

A cerveja é produzida a partir de ingredientes naturais, entre eles o lúpulo, que além de conferir o amargor característico da bebida oferece uma boa quantidade de antioxidantes, que são substâncias com potencial de impedir a formação dos radicais livres ou bloquear sua atuação prejudicial no organismo. 

Fala sério, eu amei!! Mas dentro do limite do consumo, hem? Nada de jacar!!

5 - Cerveja combate doenças cardiovasculares e reduz a mortalidade geral

Dra Andrea também esclareceu que a nossa geladinha pode diminuir o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

De acordo com a nutricionista, muitos estudos mostram que, ao contrário dos efeitos negativos causados pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas, o consumo moderado produz efeitos positivos sobre a capacidade antioxidante, o perfil lipídico e o sistema de coagulação, que se refletem em menor risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, entre outras, reduzindo a mortalidade geral. 

Ponderações: equilíbrio sempre é bom!

Eu lhe disse que você ia gostar do resultado da pesquisa sobre a cerveja, não disse? Mas a gente precisa ter ponderação em tudo na vida, e isso também inclui a nossa geladinha.

Se você já está no peso ideal, segue uma boa alimentação (CLIQUE AQUI E CONFIRA A NOVA PIRÂMIDE ALIMENTAR, QUE INCLUSIVE CORROBORA COM A DOSE DIÁRIA DE UMA BEBIDA ALCOÓLICA) e faz atividades física (QUE TAMBÉM FAZ PARTE DA PIRÂMIDE DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL - Healthy Eating Pyramid), você até pode consumir sua dose diária, sem maiores problemas. 

Porém, se você faz parte do mais de 50% da população brasileira que está acima do peso, primeiro eu te recomendo que leia esta nossa matéria sobre a obesidade (CLIQUE AQUI E LEIA!!), segundo, faça um planejamento e abra mão da cerveja e de qualquer bebida alcoólica (pois todas tem calorias) por um período. Valerá a pena!!

De uma forma ou de outra, para encerrar, trago também algumas dicas para beber cerveja da melhor forma: sem engordar!! Confira a seguir:

Dicas para beber cerveja sem engordar

1. Sempre que for sair para beber, intercale o consumo de cerveja com o de água. O hábito diminui o número de calorias ingeridas e evita ressaca do dia seguinte. Vale ressaltar ainda que o álcool, por ser diurético, pode causar desidratação se ingerido em excesso. Ou seja, mais um bom motivo para beber água sempre.

2. Se estiver em uma festa, com música alta e pessoas dançando, aproveite o momento para se movimentar, descontrair e pular. A atitude divertida ajuda a gastar energia, facilita a metabolização do álcool pelo organismo e, consequentemente, reduzem as chances de ganho de peso. Vamos bailar!!

3. Beba cerveja de maneira lenta e estável para garantir moderação. O fígado leva cerca de uma hora para processar a bebida e, portanto, consumir álcool em um período inferior a 60 minutos fará com que o corpo diminua a capacidade de queimar gordura e isso vai influenciar no seu peso e na sua silhueta. Este item é bem importante, hem? Presta atenção!! Aproveite para conversar, dar risada, dançar... e assim você vai consumindo sua cervejinha de forma mais lenta, e favorável ao seu peso e cumprindo mais tranquilamente a cota que, em dias de balada, pode chegar a 3 doses para mulheres e 6 para homens. Mas compense na atividade física durante a semana, ok? Assim, você elimina qualquer excesso sem medo de ser feliz!!

4. Cuidado com as cervejas light. Apesar de consideradas ideais para quem quer controlar o peso, elas podem conter menor teor alcoólico, fazendo com que a pessoa consuma uma quantidade maior para sentir os efeitos da bebida. No fim, quem opta pela versão light corre o risco de consumir mais calorias e mais álcool do que o previsto.

5. Antes ou durante a ingestão de cerveja procure consumir bastante proteína magra, como peito de frango, peixes e carnes sem gordura. Os alimentos ajudam a promover saciedade e controle dos níveis de álcool no sangue. Além disso, a proteína é eficaz na diminuição da taxa de absorção e no aumento da taxa de eliminação de álcool. Mas nada de fritura!! Pode ser grelhado ou no forno. E prefira proteínas mais magras. 

No mais, é isso. Essas foram minhas pesquisas sobre o assunto e espero ter contribuído com você, principalmente se, como eu, você também gosta de uma cervejinha.

Tim-tim... e até mais!!

Marcia Cruz
Jornalista - Coach - Consultora de Desenvolvimento

0 comentários: